Laços Nasceram para serem Cortados


A vida passa rápido demais
Enquanto eu tento andar mais devagar,
Tentando frear pra ver se o rosto dela me lembraria vagamente
Alguém que há muito desapareceu.

Parecem que os dias são papéis
Escritos pelo Universo na tentativa de fazer algum sentido
Sem saber que não sinto nada além de nostalgia de casa
Sabendo que já não tenho mais pra onde ir.
E nessa vã história não importam quantas voltas se dá,
Nada volta a ser como era.
São voltas sem sair do lugar
Mas quando não se sabe onde se quer chegar,
Qualquer caminho serve.

Aconteceu numa noite qualquer
Que um vinho barato não tinha qualquer poder
Foi quando descobri que o Universo joga um jogo e que não se importa
Se vai ganhar ou perder.
O que importa é que ele te dá o contrário daquilo que mais se quer.



Aquele quarteirão pareceu uma eternidade.
Eu deveria ter parado o carro no meio da rua e perguntado se você é aquela você.
Não qualquer dos milhares de rostos que vejo todos os dias
Mas se é aquela que sem falar eu já sabia
Sem como ou porquê.
Eu parei o carro e corri na direção dela.
E quando ela me viu, parou
Como se algo tivesse prendido seus pés,
Ela sabia quem eu era, e sorriu.
Eu não tinha mais nada dentro de mim além de calor,
Era como uma estrela que há muito apagada, acendia em um inferno de chamas infinitas, labaredas astronômicas, coisas que não se veem em salas de cinema.

Me aproximei, tão perto quanto eu poderia estar dela,
Mais perto do que jamais estivera.
Minha mente voou alto, e a névoa que estava na minha memória dissipou-se.
Eu sabia de cada detalhe daquele rosto, tão bem quanto se eu mesmo a tivesse desenhado
E ficamos ali, parados, cada um com um sorriso de canto, distintos os lados
Como se o Mundo dissesse que nós nos completávamos.
Eu também sorri, e disse
"Há muito que te procuro...
E há muito, desisti."
A beijei no rosto, voltei pro carro e segui em frente
Porque se o Universo tinha me entregue ela, eu já tinha entendido, numa noite qualquer em que vinho não tinha qualquer poder,
Que o meu coração já não a queria mais.