Piñata


"Esta noite nós somos jovens"
Ela já estava em silêncio haviam alguns minutos,
E até achei que estava dormindo, ao meu lado, enquanto eu dirigia.
Ela disse:
"Amor é bonito por fora,
Composto das mais brilhantes cores,
E fitas, ah! Fitas e fitas!
Dá pra juntar aquelas coisas, que usam por aí, sabe? De fazer corrente ou pulseira!"
Tentando se lembrar, ela me dava leves socos no braço.
"Miçangas?" - Pergunto eu.
Ela sorri.
"Sim!
Miçangas vermelhas e laranjas.
O amor é recheado das coisas mais bonitas e doces."
Mordendo o lábio, ela de súbito parou de falar, como se tivesse acessado alguma memória ou parte do pensamento que não era tão bonito assim.
Ela estava com lápis nos olhos, e isso só realçava seus olhos. Ela não tinha miopia ou qualquer outro problema, mas apertou o olhar, talvez pra transpassar alguma névoa que a atrapalhava.
Com um movimento robótico ela olha pra mim, depois vira a cabeça lentamente:
"O amor é como uma piñata.
Tem tudo o que eu disse antes.
Mas é como se todos nós só quiséssemos bater, bater, bater,
Porque a gente só quer o que tem dentro,
A gente quer aquela sensação no nosso paladar,
Aquela sensação momentânea.
Depois que tudo passa, aquilo que era lindo de se ver, cheio das melhores coisas, não passa de um monte de lixo rasgado e amassado.
Se ao menos tirássemos as nossas vendas e víssemos que aquilo não deve ser mexido!"
Ela arfava, e parecia que tinha recém saído de uma corrida.



Dizem que todos temos uma missão nessa existência,
E a minha era ser paciente até descobrir o que realmente os sentimentos significavam.
Naquele momento eu a olhei, surpreso. Eu havia cumprido a minha missão,
Enquanto gravava novamente as linhas que a boca dela tinham
E que se alinhavam agora, enquanto ela sorria pra mim.
Enquanto sua mão direita pousava para fora para sentir o vento gelado,
Enquanto seus cabelos esvoaçavam, se tornando únicos com a noite.
Enquanto eu retribuía o sorriso com a mesma intensidade,
Enquanto eu não percebia que
Eu havia saído da estrada e
Nós nos encontrávamos
com
um
precipício.