Testamento


E as estrelas vão cair, farão rastros no céu escuro,
E não vai mais ter para onde fugir.
A noite não será mais o refúgio dos desesperados,
E nem a chuva será a inspiração dos de coração partido.

 __



A estrada é longa
E esse carro já comeu muito asfalto
Devemos ter cuidado, pois cada tchau pode ser um adeus.
Cansei de dirigir com meio tanque e um coração vazio.
Tic
Toc
Será um parafuso no pneu?
Ou meu relógio chegando ao final?

__

Eu não me lembro da primeira batida do meu coração.
Era tudo rápido, a vida em si tem uma forma bem explosiva de fazer as coisas acontecerem.
Certamente, entretanto, me lembrarei da última batida.
É meio mórbido pensar na morte tão cedo? Ou só tentamos esquecer do nosso destino mais certo?
Não se sabe se vamos ganhar na loteria, se vamos encontrar o amor da vida, mas é certo que um dia voltaremos ao pó.
E eu me decidi: Não quero caixão, quero que a terra tenha tudo aquilo que me deu o mais rápido possível, pois se a vida consegue ser rápida, a morte é muito mais. E uma árvore deve ser plantada ali.
Nutrir a Vida com a Morte é uma ideia que sobrepuja leis.

__

Aprendemos que não há como voltar no tempo
E saudamos cada ano novo com um pensamento de mudança
Que nunca vem.
A vida, meu caro, não é uma loja de departamento pra você pagar em parcelas.
O juro é alto.
E se você ajudou um senhor a atravessar a rua, bem, você já fez mais que a maioria.

__

Meu relógio parou.
Eu não preciso mais dirigir, porque o que é meu já vêm até mim.
Os anos não mudam, só as estações,
E a Mãe Natureza enlouqueceu.
O final do filme não é importante, mas sim seus detalhes.

__

Meu coração pulsa acelerado,
E nós não sabemos onde estamos.
A chuva já passou e deixou um cheiro familiar no ar.
A noite é nosso refúgio, e só estávamos desesperados por solidão;
Nós não fugimos. Foi o mundo que fugiu de nós.
Eu sei que as estrelas vão cair e riscar o céu escuro,
Eu posso ver isso em teus olhos.
E tão logo uma nos agracie com sua Luz,
Tão logo peço baixinho
Que sejamos
Não mais dois
mas três.

Comentários