O Brilho Eterno


Eu me lembro de dias futuros, melhores
Onde o vento balançava as folhas e eu descansava sob a sombra das arvores.

Você me olha pelo espelho e se vê, tão incompleta.
Sem transparecer sentimentos você segue.
E eu já vi esses cabelos por aí,
Talvez já tenha até me perdido nesses olhos,
Porque tudo hoje não parece mesmo uma primeira vez.

Eu vejo você pela janela e me pergunto
Se um dia posso acreditar que esse sorriso será meu.
O tempo realmente passa, ele pode ser esticado e adiantado, mas nunca voltará atrás.
Assim é também a vida

Que antes era feita de sonhos, hoje é feita de ações, e que serão um dia de consequências.
E acredite quando digo que trago comigo um espírito cansado. Pois um dia os olhos se cansarão de ver.
O coração se cansará de sentir bombear, de sentir, e a mente de acreditar.

E é aqui que você entra no meu caminho. É onde o rio encontra o mar, é onde o mar encontra os seus pés e é onde sua mão finalmente encontra a minha e repousa.

Que nossos dias sejam feitos de menos adeus, menos poréns, menos desculpas e sejam feitos de mais gostos, cheiros, sons e sensações. Sejam feitos de mais "eu" e mais "você".

E se você estiver andando por aí, sem rumo, nesse mundo
Eu vou manter essas folhas escritas há anos pra te fazer lembrar,
Nem que seja antes de dormir, quando você deitar,
Eu só espero que seja em mim que você pense antes de fechar
os olhos.


Comentários