Elementos Descrevendo Sentimentos


Este era apenas mais um dia de trabalho
Perto do horário do fim do expediente, os alarmes tocaram.

Fogo, muito fogo.

Estava no maior combate da minha vida.
Mal conseguia enxergar o brilho forte das chamas,
Ou mesmo meu companheiro a frente.

O mundo estava caindo ao nosso redor, o ar era seco e arranhava minha garganta.
O capacete por vezes tremia, e eu sabia que ele estava me salvando todas estas vezes.
Se quer saber, eu não acredito em inferno, mas aquilo era o mais próximo de um que eu já havia chegado.
Em minutos, eu já podia sentir o meu corpo inteiro queimando, suando, molhando minha roupa por dentro, enquanto por fora as cinzas atrapalhavam minha visão.

Fogo, muito fogo.

Minha luva estava pesada, molhada, suja, e quando limpei minha máscara para tentar ver algo, eu a vi.
Ela estava deitada no chão, seu leito lateralizado ao seu lado,
E quando a segurei, seus olhos claros me tocaram na alma.
Eu ainda hoje não consigo explicar como, em meio a tanta fumaça, ela brilhou. Era como a luz ao final do túnel. 

Água, acabando com o fogo, retirando o calor.

Só Deus sabe quão rápido eu corri pra fora daquilo.
Eu só conseguia ver meu companheiro a frente, então pedi para segurá-la,
Retirando capacete e luvas o mais rápido que pude.

E a salvei.
Apertei seu peito ritmicamente com dois dedos, sem parar, até que aqueles olhos se abriram pra mim novamente.
Antes a máscara atrapalhando minha visão, agora as lágrimas deixavam meus olhos turvos, e eu estava de joelhos.
Era como se enquanto tentava assoprar a Vida para dentro dela, eu já aproveitava para rezar.

Com seus olhos d'água, ela controlou para sempre o fogo.

Naquela época ela era do tamanho das minhas duas mãos juntas,
E hoje a assisto correr por aí, brincando.
A pequena mão que só conseguia segurar um dedo meu por vez, agora tocam melodias em seu violão.
Os cabelos que eram curtos, hoje fazem ondas em seus ombros.
Melodias, ondas, resumindo todo o mar que está em seus olhos.
Eu a adotei, eu soube que seria minha filha no momento que a vi.

E a história que contam não é que salvei sua vida. É que ela salvou a minha.

Comentários