Minha voz



Desintegro como areia seca, jogada no alto por uma tempestade.
Grito em silencio, numa ressonância que ultimamente apenas eu escuto.

Onde estão todos? 
Ninguém pode ouvir palavras que foram proferidas no vazio.