Postagens

42 Cílios

Ela chegou e sentou-se ao meu lado, o corpo trêmulo do frio
O fogo a nossa frente crepitava levemente
Iluminando seus olhos, diretos, espertos, com um forte brilho.
Olhei ao meu redor e percebi que não sabia como havia chegado ali
A floresta era fechada, mas ventava como se estivéssemos no topo do mundo.
Em volta só havia escuro, nem as estrelas no céu piscavam
Era como se não houvessem detalhes no ambiente
Só no rosto dela

Eu podia ver os menores poros em sua pele
Podia contar cada cílio acima daqueles olhos,
Que, quando perceberam que estavam sendo analisados, viraram-se pra mim
Ela sorriu, como se pudesse ler minha mente, e disse:
"Estava pensando aqui, há quanto tempo não me sentia em paz assim
E ao mesmo tempo tão inquieta."
"E o que está deixando essa mocinha inquieta?" -- pergunto, desviando o olhar e erguendo a sobrancelha.
"Não sei ao certo. Tento fazer fazer muito e não consigo dizer "Não" pra alguém."
Eu olho pra ela de novo e estico…

Vishuddha

Anahata

A Alma que almejava o gotejar do Sangue

A Monologia Singular do Peixe Julia

A Misteriosa Garota da Segunda-Feira

Guru de Mim, Eu Sou

Laços Nasceram para serem Cortados

Tempestade

Sophia em Alto Mar

Equilibrando-se

Nostalgia de um Futuro Impossível

Planos de Aurora

Coincidências de Uma Estação Qualquer

Outuno num quente tom

Piñata

Versos Seus

Goodbye

E Sorria

Cabeça de Rádio